Instalação de Gás

 

 

 

 Instalação de Gás.

 1º Passo: Projeto

 

projeto de gás

 Redes de Gás

Antes de qualquer coisa é necessário conforme a NBR 15526 a execução do projeto de gás. Nele será previsto a melhor trajetória, o material adequado, critérios de segurança e dimensionamento.

 

2º Passo: Definindo o material para utilizar em sua tubulação de gás

Existem vários tipos de materiais normatizados para a instalação de gás. Os mais utilizados são:,

• Tubos de cobre
• Tubo de alumínio + PEX (Multicamada)

 

Tubos de cobre
Tubos de cobre usados em sistemas de gás devem seguir a NBR 13206 da ABNT.

Tubos de alumínio+ PEX
Tubos de alumínio+Pex, geralmente são materiais mais fáceis de trabalhar por serem flexíveis.
Analisando os tipos de materiais no mercado, devemos comprar os tubos de gás e conexões para o trabalho. A maioria das linhas de gás para uso doméstico são de 1/2 polegadas ou 15mm podendo variar a dimensões de ¾, 1”, etc… dependendo dos equipamentos instalados na rede.E importante antes definir o tipo de material,definir o potência dos equipamentos de consumo e previsão para possíveis ampliações.

 

3º Passo: Elementos da rede de gás e critérios de segurança

Os elementos do sistema de gás são constituídos por:

 Central de gás

É área que contém os recipientes transportáveis ou estacionário(s) e acessório, destinado ao armazenamento de gases combustíveis para consumo na própria rede de distribuição interna.

 

Dispositivo de segurança

Dispositivo destinado a proteger a rede de distribuição interna bem como os equipamentos ou aparelhos a gás

 

Medidor

Equipamento destinado à medição do consumo de gás

 

Prumada

Tubulação vertical, parte constituinte da rede de distribuição interna, que conduz o gás para um ou mais pavimentos.

 

Prumada individual

Prumada que abastece uma única unidade habitacional

 

Prumada coletiva

Prumada que abastece um grupo de unidades habitacionais

 

Rede de distribuição interna

Conjunto de tubulações, medidores, reguladores e válvulas, com os necessários complementos, destinados à condução e ao uso do gás, compreendido entre o limite de propriedade até os pontos de utilização, com pressão de operação não superior a 150 kPa (1,53 kgf/cm²) (ver Anexo A)

 

Regulador de pressão

Dispositivo destinado a reduzir a pressão do gás

 

Registro de corte geral

É a chave destinada a interromper o fluxo de gás para o edifício.
As redes de gás podem ser classificadas levando em consideração a pressão de trabalho do gás, sendo a baixa pressão ou de alta pressão (28,0g/cm2 ou 1,5 kg / cm2), individuais ou coletivas, primária (dos cilindros até o regulador de segundo estágio) e secundária (do regulador de 2º estágio até o ponto de utilização)

Você também pode classificar por condução de gás LP ou natural. No entanto, em ambos os casos tubos de cobre, aço, PEX cumprem as suas responsabilidades de forma eficiente e segura.
Todo equipamento de consumo deve possuir um registro de corte deve estar instalado em local de fácil acesso para fechamento.

Quando os dispositivos de segurança e regulagem forem instalados, o local escolhido deve permitir a ventilação satisfatória e facilidade de acesso.

Os aquecedores devem ser protegidos com abrigos para evitar correntes de ar excessivas que pode desligar os pilotos acendedores.

Aparelhos instalados em espaços fechados (armários, nichos, casa das máquinas, etc.), devem ser previstos a exaustão dos gases de combustão e fornecer meios adequados que permitam entrada permanente de ar exterior.

É proibido instalar aquecedores de água nos banheiros e quartos; a localização destes dispositivos devem cumprir os seguintes requisitos:

a) De preferência serão instalados em locais ao ar livre, ventilada de forma permanente, com suportes adequados para prevenir esforços para tubulações de água e gás.

b) Se instalado em espaços fechados (cozinhas, closets, nichos interiores, , etc), é obrigatória instalação de exaustão permanente.

Afastamentos mínimos das tubulações de gás

 

Tubulações embutidas

 A tubulação da rede de distribuição interna embutida pode atravessar elementos estruturais (lajes, vigas, paredes,etc.), seja transversal ou longitudinal, desde que não exista o contato entre a tubulação embutida e estes elementos estruturais, de forma a evitar tensões inerentes à estrutura da edificação sobre a tubulação.Na instalação da tubulação entre andares da edificação, recomenda-se que seja verificada a exigência de proteção contra propagação de fumaça e fogo.A tubulação de gás embutida deve ser envolta por revestimento maciço e sem vazios.

  

Tubulações enterradas

A tubulação da rede de distribuição interna enterrada deve manter um afastamento de outras utilidades, tubulações e estruturas de no mínimo 0,30 m, medidos a partir da sua face.

A profundidade das tubulações enterradas deve ser de no mínimo:
a) 0,30 m a partir da geratriz superior do tubo em locais não sujeitos a tráfego de veículos, em zonas ajardinadas ou sujeitas a escavações;
b) 0,50 m a partir da geratriz superior do tubo em locais sujeitos a tráfego de veículos.

Caso não seja possível atender às profundidades determinadas, deve-se estabelecer um mecanismo de proteção adequado, tais como: laje de concreto ao longo do trecho, tubo-luva etc.

A tubulação de rede de distribuição interna enterrada, quando metálica, deve obedecer ao afastamento mínimo de 5 m de entrada de energia elétrica (classe 15kV ou superior) e seus elementos (malhas de terra de pára-raios,subestações, postes, estruturas etc.).

Na impossibilidade de se atender ao afastamento recomendado, medidas mitigatórias devem ser implantadas para garantir a atenuação da interferência eletromagnética gerada por estas malhas sobre a tubulação de gás

As tubulações não podem passar em:

•Dutos de lixo e ar condicionado.
•Reservatório de água.
•Incineradores de lixo.
•Poços de elevadores.
•Subsolos ou porões.
•Compartimentos não ventilados.
•Poços de ventilação.
•Dutos de ventilação.
Espaços confinados sem ventilação.

  

 

4º Passo: Teste

• Realizar o teste de estanqueidade de forma à fazer a verificação das tubulações em sistemas industriais, ou prediais utilizando fluido inerte ou ar comprimido, purgando o gás existente antes.
• Todo o processo do Teste em Tubulações Prediais e Industriais deve ser monitorado com manômetros aferidos e calibrados.

 

 

 Atendemos em Sorocaba e Região

tsN fwR c05n fsN normalcase show center|left fwR tsN|left fwR tsN uppercase center hide|bnull||image-wrap|news c05|fsN fwR normalcase c05 tsN c15|b01 c05 bsd|login news fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||